Aline Barros – discografia e obra


Uma das mais famosas e bem sucedidas cantoras do segmento gospel nos últimos anos, Aline Barros soma mais de vinte anos de carreira com uma longa discografia de discos inéditos e coletâneas, que registram um pouco da história recente da música cristã brasileira.


Guia discográfico*

Sem Limites (AB Records/1995): Com a boa produção dos integrantes do Roupa Nova, Aline Barros aparece no segmento como um bom pop atrelado à interpretações vocais agradáveis com um bom time de compositores, como Alda Célia (autora do clássico “Para Sempre Te Adorarei”, a melhor faixa do disco), Marquinhos Gomes, Josué Teodoro, além de algumas versões. (Nota: [usr 4.5])

Voz do Coração (AB Records/1998): Sequela natural de Sem Limites, contém algumas canções mais ousadas, como “Corra para os Braços do Pai”, embora o repertório seja inferior ao projeto de estreia. (Nota: [usr 3.5])

O Poder do Teu Amor (AB Records/2001): Utilizando registros vocais mais complexos, o destaque de O Poder do Teu Amor está em “Guarda a Tua Fé” e “Recomeçar”, que mantém a proposta pop dos trabalhos mais antigos. (Nota: [usr 4.5])

Jesus Vida Verão (AB Records/2002): Um registro simples, e pouco claro se realmente foi um registro planejado ou não, destaca-se pela presença de palco com Aline, e a presença vívida do público. (Nota: [usr 3.5])

Fruto de Amor (AB Records/2003): Com um repertório mais bem estruturado que os anteriores, o álbum é parte de uma fase difícil para Aline Barros, devido ao seu problema nas cordas vocais mas que, de nenhuma forma afetou a qualidade final do álbum. Com músicas como “Você é de Deus”, “Nossos Planos” e até mesmo “Cantarei Desse Amor” com a participação de PG, é basicamente um disco pop como o que se espera de Aline. (Nota: [usr 4.5])

Som de Adoradores (MK Music/2004): Incorporando o congregacional com competência, o sucesso do álbum se deve, de certa forma à dupla Kleber Lucas e Rogério Vieira. É claro, alguns arranjos de teclado são simplórios, e até mesmo toscos (num olhar contemporâneo), mas é exatamente o que as músicas pediam em sua época. “Sonda-me, usa-me”, “Rei meu”, “Apaixonado”, “Casa de Deus” e a maior parte do disco é parte marcante da carreira de Aline. (Nota: [usr 4.5])

Som de Adoradores [vídeo] (MK Music/2005): Conduzido de forma responsável, Som de Adoradores, ao vivo chega a ser quase tão bom quanto sua versão em CD, com o acréscimo de ministrações interessantes e medleys. (Nota: [usr 4])

Caminho de Milagres (MK Music/2007): Alcançando ao extremo dos exageros, Caminho de Milagres é o resultado de uma produção musical fraca, interpretações vocais equivocadas e um repertório extenso demais. (Nota: [usr 2])

Aline Barros no Maracanãzinho: Caminho de Milagres (MK Music/2009): Reflexo do pouco êxito de sua versão em CD, é mais aceitável pelas imagens feitas no ginásio do Maracanãzinho. No entanto, o registro não chega a empolgar. (Nota: [usr 3])

Aline Barros na Estrada (MK Music/2010): (sem avaliações)

Extraordinário Amor de Deus (MK Music/2011): Com produção musical de Ricardo Feghali e Cleberson Horsth, Extraordinário Amor de Deus é um álbum polido e corrige o excesso dos anteriores, além de fazer uma mescla razoável entre o congregacional e o pop de Aline. (Nota: [usr 4])

20 Anos (Sony Music/2012): Apesar de serem vinte anos de carreira, apenas metade desta história está registrada aqui – o que não faz muito sentido para um álbum comemorativo. (Nota: [usr 3])

Graça (MK Music/2013): Com um repertório razoável, mas uma produção musical que relativamente deixou a desejar, Aline Barros apresenta um álbum sustentado por algumas composições de Anderson Freire. No entanto, a novidade se centra em Pr. Lucas, que, todavia, não escreve canções de grande impacto. (Nota: [usr 3])

* coletâneas e álbuns infantis não foram inclusos, por serem muitos na carreira da cantora.

Notícias e matérias sobre a Aline Barros

Para ver todo o conteúdo sobre ou relacionado a Aline Barros no O Propagador, clique aqui.

Previous Rocklogia - Catedral na MK Music
Next Conectados no Amor - Feliz dia das mulheres

9 Comments

  1. […] cantora Aline Barros publicou, em suas redes sociais, uma foto de seu aparelho televisor sintonizado no novo programa da […]

  2. […] 1999, a cantora Aline Barros e as bandas Oficina G3, Rebanhão, Catedral, Fruto Sagrado e Vencedores por Cristo tinham seus […]

  3. […] grande mérito da estreia de Aline Barros foi contar com a produção musical e arranjos de Ricardo Feghali e Cleberson Horsth, membros do […]

  4. […] para um registro mais congregacional, Som de Adoradores é um clássico na discografia de Aline Barros, trazendo a simplicidade do louvor comunitário, provando que, mesmo com seus problemas vocais, a […]

  5. […] Fechei os olhos e comecei a louvar ao Senhor com a canção “Ressuscita-me”, da Aline Barros, quando abri os olhos a sala estava cheia de enfermeiras que não estavam ali antes, e elas e […]

  6. […] 2012, a gravadora causou polêmica por publicar uma pauta sobre a vitória de Aline Barros, antes do comitê anunciar o vencedor que, naquele ano, foi Aline, com álbuns Aline Barros & […]

  7. […] quero ver” são versos desta música, a qual é levada em forma de oração e cantada por Aline Barros. […]

  8. […] + Aline Barros – Discografia e obra […]

  9. […] um espetáculo infantil, a cantora Aline Barros se envolveu em uma saia-justa com o público LGBT. Ao conceder uma entrevista, disse que ora por […]

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *