Análise: CD Casa de Deus – Eli Soares


Eli Soares é um dos novos nomes da música cristã contemporânea, com uma trajetória musical recente, porém já reconhecida pelo êxito. Em 2010, o músico lançou o seu disco de estreia, Casa de Deus, de maneira independente. No entanto, foi a partir de 2013, quando assinou um contrato com a gravadora Universal Music Christian Group que ganhou notoriedade.

Em 2014, o intérprete relançou seu álbum de estreia pela nova gravadora. A grande novidade para este trabalho foi o projeto gráfico, produzido pela Quartel Design. Casa de Deus possui 12 faixas influenciadas pela black music e temperos pop. O disco foi produzido pelo próprio cantor, que também é engenheiro de som, juntamente com Celson Ramos e Thiago Marinho. Além disso, Viviane Donner e Eli ficaram responsáveis pelo backing vocal.

Deus Está Aqui, é uma regravação já conhecida por boa parte dos ouvintes, pois é um dos corinhos mais cantados nas igrejas evangélicas, e foi escolhida para abrir o álbum, todavia temos aqui uma versão pop, destaque para as guitarras bem colocadas de Cicinho e Adson Sodré. Com uma letra que versa sobre o arrependimento, Me Ajude a Melhorar é o primeiro single do disco e foi uma das canções mais tocadas do cantor. A música se sobressai através da bateria de Adriano Pezão e o violão de Fernando Martins Lilico na introdução. Tudo Que Eu Sou, Quero Louvar e Graça são as músicas que melhor representam as baladas do álbum. Minha Oração e Morada são canções intimistas. A primeira tem uma letra que fala sobre a renúncia ao nosso eu e os teclados de Marcus Abjaud fizeram toda a diferença. Na segunda, a simplicidade foi essencial para o bom andamento. Com um tom introspectivo, Eli e Celson souberam conduzir com excelência os arranjos destas músicas que são os grandes destaques do projeto.

Neste CD, podemos ver o bom desempenho de Eli interpretando as suas canções com certa facilidade, destaque para seus agudos e melismas – sua marca registrada. É de se admirar a agilidade vocal do cantor, não à toa já considerado um dos maiores nomes da música cristã da atualidade. Portanto, deve-se afirmar que Casa de Deus comprova a versatilidade musical do artista, que mesclou diversos estilos que conquistaram o público.

Previous Rocklogia - Figuras à parte, fundamentais!
Next TOP 10 - melhores clipes de 2015

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *