Rodolfo Abrantes causa revolta em integrantes do Raimundos por entrevista


A revista Trip publicou, no início dessa semana uma entrevista do cantor Rodolfo Abrantes, que comentou sobre questões relacionadas à sua trajetória musical e vida pessoal. Ex-integrante da banda Raimundos, o músico foi responsável por parte da obra conceitual da banda nos anos em que esteve envolvido. Polêmico e altamente relevante para o rock nacional, o Raimundos abordou temas como sexo, relacionamentos amorosos e questões sociais com muito humor. Entretanto, Rodolfo se declarou totalmente arrependido deste tempo, embora o texto da entrevista não seja profundo sobre o assunto, inserindo apenas citações do cantor.

Após a publicação, os integrantes Digão e Canisso manifestaram-se nas redes sociais lamentando os comentários do ex-companheiro de grupo. “Eu, nesses 13 anos, reconstruí minha vida honestamente, com muito suor e amigos de verdade! Não o fiz desmerecendo o trabalho dele como ele tem feito até hoje com o nosso. Infelizmente, tive que interromper um pouquinho a nossa bela e gloriosa escalada pra deixar essa história em pratos limpos. Espero que o verdadeiro Deus possa tocar o coração dele e abrir seus olhos, não para voltar ao Raimundos, mas para ser uma pessoa do bem de verdade. Sem mais”, disse Digão. Canisso afirmou que “Passam os anos e nada, nosso Rodolfo morreu mesmo”. Os instrumentistas afirmaram categoricamente que Abrantes vive de hipocrisia, recebendo a parte financeira de seus direitos autorais da época na qual condena.

A situação também causou intensa discussão dentre as redes sociais, na qual o principal questionamento foi os fins pelo qual Rodolfo Abrantes dá ao dinheiro recebido pelos direitos autorais.

Através de sua fanpage oficial no Facebook, Rodolfo Abrantes respondeu às críticas dizendo que fica triste com a dimensão e o rumo que sua entrevista tomou. O rockeiro buscou responder pontualmente as principais polêmicas. A primeira foi em relação ao fato do cantor ter dito que se arrependia 100% das músicas que escreveu na época do Raimundos.

Na cultura do ambiente cristão, arrependimento verdadeiro significa basicamente duas coisas.
Primeiro, não voltar a fazer o que fazia. Jesus disse isso pra muitas pessoas, “vá, e não peques mais”. A segunda é, mostre frutos de arrependimento, ou seja, “faça diferente”. Quando disse estar “100% arrependido das músicas que escrevi”, foi nesse sentido, pois é isso que tenho tentado cumprir como alguém que crê em Jesus. Arrependimento verdadeiro não é remorso, ele não aponta pro passado numa tentativa inútil de tentar apagá-lo. Ele aponta pro futuro, tipo “daqui por diante, bola pra frente”. Meu maior arrependimento é o de ter tido, por um período de tempo, uma geração me ouvindo, e não tê-la edificado como gostaria, pois, naquela época, eu não tinha o entendimento que tenho hoje.

Tal declaração desdobrou em outra polêmica levantada pelos ex-colegas de banda, sendo chamado de hipócrita pelo fato de viver com o dinheiro que recebe pelos direitos autorais das músicas que renega. Sobre isso, Abrantes declara:

Desde 1994 recebo royalties pelas canções que escrevi ou tive alguma participação. Sou compositor e essa é minha principal fonte de renda. É lícito, é digno, me permite pagar tributos e me permite servir à igreja voluntariamente, por amor e sem precisar cobrar altos cachês. Nesses vinte anos lancei, se não me falha a memória, onze cds. Seis com o Raimundos, dois com o Rodox, quatro do meu ministério, além de várias participações nos projetos de bandas como Charlie Brown Jr., Natiroots, Strike, Pregador Luo. Artistas como Nengo Vieira e Lucas Souza também regravaram algumas canções de minha autoria. A instituição que arrecada os valores que tenho direito como autor, repassa mensalmente o que me é devido, num só depósito. Portanto, eu não vivo as custas do Raimundos, mesmo porque eu não toco nenhuma música deles. Eu recebo os direitos autorais por toda obra que escrevi durante minha vida.

Por fim, o cantor ainda afirma desejar vida longa a Canisso e Rodrigo. “Vocês podem pensar o que quiserem de mim, mais nunca vão se livrar das orações que faço, e continuarei fazendo, em favor de vocês. Mão de vitória️.”  Finaliza.

Comentários

comments

Previous Eyshila prepara novo CD pela Central Gospel Music
Next TOP 10 - casais músicos da música gospel

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *