TOP 10 – Polêmicas de 2015


Assim como nos anos de 20122013 e 2014, fizemos uma lista com as dez maiores polêmicas ocorridas no segmento musical evangélico em 2015. Confira os acontecimentos:

Vamos lembrar?

10º

Inimigos?

Juninho Afram Duca TambascoDurante a última Parada Gay em São Paulo, uma transexual causou polêmica dentre parte do segmento evangélico por encenar Cristo cruficicado, em protesto contra a homofobia. Enquanto líderes religiosos a atacaram, o baixista da Oficina G3, Duca Tambasco, criticou pastores e alguns evangélicos por incitarem o ódio. O músico disse: “Me poupem do discurso do ‘quão ofensivo eles foram’, ‘eles estão ganhando terreno’, ‘eles são agressivos.’ Eles??? Pra mim não tem eles! Se trata de nós!”. Após Duca, o guitarrista e principal integrante da banda, Juninho Afram, escreveu um texto endossando a opinião do baixista. “Diferentemente do que muitos líderes evangélicos incitam por aí – que mais parece olho por olho, dente por dente -, a resposta de Jesus ao ódio e calúnia é beeeeeem diferente”, disse.

As babás

Flordelis Fernanda LimaNo começo do mês de agosto, uma foto das babás de seus filhos gêmeos que a apresentadora Fernanda Lima postou em sua conta no Instagram virou notícia em toda a imprensa nacional. Tudo se deu porque a artista comentava sobre as moças não usarem uniforme e o quanto eram “estilosas”. Por se tratar de duas mulheres negras, Fernanda foi chamada de “Sinhá” por uma seguidora e acusada de racismo, desencadeando em uma grande polêmica cujos efeitos abasteceram a imprensa por dias, causou grande comoção nas redes sociais e foi tema de diversas discussões sobre o racismo. O que muita gente não sabia era que as babás, Ângela e Tayane Dias, era filhas de ninguém menos que a cantora evangélica Flordelis, um dos nomes mais proeminentes da música pentecostal. Diante da controvérsia, Flor, que estava em turnê pelos Estados Unidos, foi às suas redes sociais defender a patroa de suas filhas que, por sinal, é sua amiga pessoal há anos.

Homofobia?

aline-barros1Durante um espetáculo infantil, a cantora Aline Barros se envolveu em uma saia-justa com o público LGBT. Ao conceder uma entrevista, disse que ora por todos os homossexuais e afirma que eles sabem que suas práticas é pecado. A declaração foi feita ao programa TV Fama, da RedeTV!. A repórter questionava Aline sobre questões do seu cotidiano e resolveu perguntar a sua opinião acerca da homossexualidade: “Quero mandar um abraço a todos eles. Dizer que nós amávamos a vida deles. Não concordamos. A Palavra de Deus nos ensina isso. Existem algumas atitudes que nós aprendemos que não vão trazer frutos para nossa vida, não vão edificar, é errado. É pecado mesmo, e isso eles sabem, não precisa eu falar”, disse.

Em seguida, afirmou as passagens bíblicas contra a homossexualidade não estão presentes somente no Velho Testamento. No entanto, não é a favor do pecado, mas ama o pecador: “Tá na Bíblia. É só você ler Romanos, capítulo 1. Mas nós amamos a vida deles. Eu oro. Muitos deles admiram meu trabalho, admiram a minha vida, aquilo que faço. Toda vez que posso, a gente fala, a gente prega, evangeliza, ministra sobre eles o amor de Jesus, que é a coisa mais preciosa desse mundo, gente. É um amor que abraça, que transforma, que com certeza faz a nossa vida mudar por completo”, continuou. Não adiantou: alguns internautas acharam seu discurso preconceituoso.

https://www.youtube.com/watch?v=BZqUASbrxSI

Manda nudes

Daniel e SamuelUm portal evangélico divulgou imagens pessoais da dupla Daniel e Samuel. O material supostamente vazado, foi enviados por uma mulher misteriosa através do aplicativo Whatsapp. Este não foi o único escândalo envolvendo os artistas. Ainda este ano, a dupla participou de um congresso no interior de Minas Gerais e não deixou uma boa impressão. Segundo os próprios membros da Assembléia de Deus em Teófilo Otoni, onde participaram de um congresso, os sertanejos davam cantadas nas irmãs de maneira desavergonhada. Segundo o mesmo portal, houve um abarcamento com uma jovem de olhos verdes.

Jotta umbandista

Jotta AFigura polêmica, Jotta A é conhecido não somente por seu grande sucesso no passado, particularmente quando participou do quadro Jovens Talentos Kids no programa Raul Gil, como também pelas confusões em que seu nome já se envolveu. No entanto, depois de encerrar o contrato com a gravadora Central Gospel, responsável pela distribuição de Geração de Jesus, o cantor não anunciou novidades. Desta vez, vazaram imagens, em que o jovem estaria sendo adepto de religiões africanas, em uma gruta no Rio de Janeiro. Jotta A disse que são montagens, em uma nota de esclarecimento.

https://youtu.be/r7TQgvuogtg

“Sai das trevas, a gente é luz!”

Mara MaravilhaA cantora Mara Maravilha foi uma das primeiras personalidades confirmadas na oitava edição de A Fazendo, causando a curiosidade de diversas pessoas, principalmente, por ser evangélica. Antes de entrar no reality show, Mara disse que já acompanhou o programa e tinha vontade de participar, além disso, falou que estava preparada para recontar a sua história.

Sua participação foi uma das mais polêmicas de toda história do programa. A cantora participou de muitas brigas dentro do confinamento, alegando que era “crente, mas não demente”. Em uma das ocasiões, os participantes chegaram a se unir e pedir para a produção do programa e para o público a sua saída. Entretanto, Mara só foi eliminada do programa algumas semanas depois por Marcelo Bimbi.

https://www.youtube.com/watch?v=F0Nbu11bW8E

Sem repertório

Lenilton - Novo SomEm agosto, o ex-baixista, fundador e compositor da maioria das músicas do Novo Som publicou uma nota em tom de desabafo. No longo texto, o músico falou sobre sua carreira, o início da banda e os motivos pelos quais deixou-a. Entre várias afirmações, Lenilton disse que os músicos da banda queriam apenas usá-lo e não o queriam por perto. Por conta disso, o instrumentista proibiu que o trio tocasse suas músicas nos shows. Diante do texto, os fãs do grupo criticaram duramente Alex Gonzaga e Mito.  Lenilton  é o letrista majoritário da maioria das músicas e praticamente de todos os sucessos do Novo Som. Eles seguem cumprindo agenda, tocando, desta vez, músicas que não são dele.

Não há crise

André ValadãoNo final do mês de setembro, André Valadão recebeu destaque dentre a imprensa evangélica após o Presidente da Câmara Municipal de Cabo do Santo Agostinho, em Pernambuco, divulgar que a prefeitura do município havia firmado um contrato de 200 mil reais com o cantor, que gravaria seu novo álbum, Crer para Ver, na cidade. Após uma semana de muita especulação sobre o alto preço do suposto cachê e da polêmica ter eclodido, André afirmou que o valor era destinado à estrutura grandiosa do evento, que também traria divulgação do turismo da cidade, e que se tratava de uma parceria colaborativa, na qual ele também estava investindo financeiramente.

Princípio e fim

Aliança Leonardo e DanielaEm meados do mês de agosto, o público foi pego de surpresa com a notícia da separação de um dos casais mais notáveis da música evangélica: Leonardo Gonçalves e Daniela Araujo. A informação se espalhou quando o processo se tornou visível no portal jurídico JusBrasil. O nome completo dos cantores apareceu em uma desistência de ação de processo de divórcio litigioso (não amigável) movido por Leonardo. Os artistas, que já não apareciam mais juntos há algum tempo, se calaram não confirmando se o processo continuaria ou se desistiriam do divórcio. Daniela Araújo retirou as fotos em que apareciam juntos de suas redes sociais. Os músicos passaram a serem vistos sem aliança, contribuindo para aumentar a inquietação dos fãs quanto ao destino do relacionamento.

Em novembro, se manifestando sobre o tema pela primeira vez, Leonardo Gonçalves publicou um texto em sua página no Facebook. O cantor afirmou que só os dois sabiam o quanto haviam tentado e que o seu silêncio sobre o assunto era sua maneira de sofrer.

1º Lugar

Acima da média

thallesO primeiro lugar vai para Thalles que, desde 2012, provoca diversas polêmicas. No entanto, este ano, o cantor conseguiu deixar sua carreira musical em maus bocados. Na Conferência Global 2015, em Brasília, anunciou que seu próximo disco seria dedicado ao público “secular”. Por várias críticas ao meio musical evangélico, incluindo a afirmação de que o meio contém artistas fracos, Thalles conseguiu movimentar toda a classe artística cristã em repudio a suas palavras.

O cantor que mais se destacou nestes manifestos foi Leonardo Gonçalves, que publicou um texto em suas redes sociais criticando a postura. Marcos Almeida, ex-vocalista do Palavrantiga, usou da polêmica para refletir acerca da dualidade entre o “gospel” e o “secular”. O jornalista e escritor Ricardo Alexandre, em um artigo publicado em seu blog no R7, expôs suas opiniões acerca da aparelhagem do mercado evangélico e a particularidade negativa existente no paradigma entre arte e expressão de fé.

A agenda do cantor diminuiu bruscamente. Em contrapartida, Thalles tornou-se pastor da instituição neopentecostal Renascer em Cristo, recebendo um salário mensal de cem mil reais. Também gravou um disco com o Renascer Praise.

https://www.youtube.com/watch?v=CHSQR-TmRJo

Previous Fique Sabendo - Leonardo Gonçalves, Ton Carfi, Paulo César Baruk e muito mais
Next Entrevista: Militantes

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *